Alguém, alguém?

Carência não é uma boa amiga do ser humano.

Quando estamos carentes tudo tem peso elevado ao quadrado e às vezes as triplo.

Naquele dia que você esta querendo um dengo, um carinho uma palavra de auxílio seu celular teima em não tocar, seu e-mail fica vazio, seu Orkut sem recados, seu blog sem comentários, enfim tudo para.

Nesses dias vem a cabeça aquelas músicas de fossa, românticas, bregas ou até as sertanejas.

– Será que ninguém me ama? Porque ninguém me liga?

As pessoas não tem uma bola de cristal ou um alerta para amigos em “derpê”.

Porque exigir uma postura ativa dos seus amigos só nesses benditos dias?

E nos outros 364 dias do ano como as pessoas ao seu redor se comportam contigo?

Será que elas são realmente seus amigos?

Você cobra muito dos seus amigos?

Você dedica muitos momentos da sua vida para eles?

Atenção, cuidado, carinho. Você pratica isso com quem ama?

Cuidado para não estar exigindo do outro uma palavra ou um consolo que só seu coração tem a resposta. As grandes respostas estão no nosso inconsciente.

Como e de que forma acessá-lo?

Porque a carência mexe tanto conosco?

Essas respostas são pessoais e intransferíveis.

Reflitamos…

Anúncios

~ por Luiz Ribeiro em 23/11/2009.

Uma resposta to “Alguém, alguém?”

  1. Só uma frase… rsrs “Tá demais!”
    kkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: