Rápido!?

Ô não! Por favor, não! De novo não!

Só mais um pouco, ainda não, agora não.

Só mais um poço, agüente até o fim, até eu terminar.

Preciso chegar lá, ah! Meu Deus, só mais um pouquinho.

Eu não sei porque sou dependente de você. Um dia ainda consigo me livrar.

Antes de você nascer eu tinha uma vida normal, agora fui obrigada a conviver contigo. E o pior as pessoas dizem que é disso para pior.

Cada dia que passa ficarei mais dependente de você.

Fico muito nervosa quando peço para você realizar uma atividade e você interrompe sem avisar. Fico ansiosa para terminar nossas noites loucas de diversão, entretenimento e trabalho. Mas você não esta nem aí!

Eu me entrego a seus olhares, seus sons. Fico eternamente paciente com a sua velocidade. Adoro sentir meus dedos em você, que tesão me dá. Você é realmente útil se não fosse seus momentos de paralisia.

Espere só mais um pouquinho. Eu estou terminando.

Você estava tão lindo até aqui. Só fiz o que você podia, pelo menos o que me disseram. Não abusei, não coloquei nada a mais que não fosse permitido.

Não pare agora, pois se o fizer teremos que fazer tudo de novo, do zero. Não tenho todo esse tempo, preciso dormir também sabia?

Se você parar eu me separo de você! Não te atreva. Obedeça-me.

Oh, por favor, eu ajoelho nos seus pés, faço uma reza braba, trago um pé de coelho uma figa, um trevo de quatro folhas mas não pare!

Socorro, socorro, socorro. Não pedi que você fizesse isso. Ai, meu Deus, como desfaço?

Eu te odeio com todas as minhas forças. Forças? Há essa hora na madrugada as forças já não me acompanham mais.

Não acredito que você travou! Que merda. Eu pedi tanto. Vou trocar você amanhã mesmo. Cansei da nossa relação deficiente.

Dizem que a informática é o futuro. Que lindo futuro!

Já não sei o que sinto. Se te amo ou se te odeio. Você me causa tanto prazer e ao mesmo tempo dor.

Todo meu trabalho digitado nos seus teclados foram perdidos.

Fazer o que. Como diz Simone. “Começar de novo […] vai valer a pena, ter amanhecido ter me rebelado, ter me debatido, ter me machucado, ter sobrevivido, ter virado a mesa, ter me conhecido, ter virado o barco, ter me socorrido”

Anúncios

~ por Luiz Ribeiro em 18/11/2009.

Uma resposta to “Rápido!?”

  1. Hahahahaah
    “pensei que você não fosse deixar eu comentar o texto de meu amigo Luiz, mas que boba que sou! você é super vaidoso e egocêntrico e só pensa em você. Me deixou escrever tranquila só porque o personagem é você! Adora o falem mal mas falem de mim, né? risos…”
    Super bacana o texto Lu! O parágrafo acima é só uma reflexão, ahhaha… se eu conseguir enviar né? kkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: